Na pista sete, e frente a boa parte dos rivais que vai ter em Tóquio2020, o olímpico português dominou até meio da prova, caindo depois para terceiro, posição que aguentou, apesar da pressão do húngaro Balint Kopasz, campeão do Mundo em título.

Pimenta terminou a prova em 3.38,94 minutos, a 1,1 segundos do jovem Jacob Schopf, que coloca a Alemanha novamente entre os favoritos ao ouro olímpico nesta categoria e que bateu o checo também campeão do mundo Josef Dostal, por 56 centésimos de segundo.

Fernando Pimenta, que já superou a marca de 100 medalhas internacionais entre Mundiais, Europeus e Taças do Mundo, tinha vencido em Szeged em setembro último, na Taça do Mundo, que foi a única competição internacional a realizar-se em 2020, devido à covid-19.

De 03 a 06 de junho, em Poznan, Polónia, Fernando Pimenta tem o próximo desafio internacional, nos Europeus.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.