Os incidentes começaram fora do estádio, antes do jogo, e alastraram-se para dentro das instalações do clube francês.

As autoridades francesas divulgaram que, na noite de quinta-feira, cerca de 30 agentes da polícia foram feridos, a maior parte deles de forma ligeira.

Projéteis e bancos terão sido atirados para o campo pelos gregos, enquanto adeptos de ambas as equipas terão arremessado bombas de fumo por cima das redes de segurança do estádio, segundo reportou a agência France-Presse.

Os gauleses também terão alvejado os adeptos da equipa da Salónica com fogo-de-artifício e várias movimentações de adeptos levaram à intervenção da polícia com gás lacrimogéneo.

A UEFA revelou hoje a abertura de um processo disciplinar e os procedimentos abordam o arremesso de objetos e a deflagração de instrumentos pirotécnicos, de ambos os lados, bem como atos danosos e distúrbios nas bancadas.

A partida terminou com uma vitória dos franceses por 2-1, com golos apontados por Gerson (13) e Dimitri Payet (45), para o lado dos visitados, e por Omar El Kaddouri (48), que reduziu a desvantagem na eliminatória para a formação grega.

O encontro da segunda mão está marcado para 14 de abril, desta vez em Salónica, no Estádio Toumba, que tem capacidade para cerca de 28.000 lugares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.