Nem a Bundesliga, nem o clube da capital germânica revelaram o nome do jogador infetado, na sequência da pandemia de Covid-19.

“O jogador queixou-se dos sintomas habituais e foi imediatamente separado do resto do grupo. O teste acusou positivo ao vírus. Todos os jogadores do plantel devem permanecer em casa nas duas próximas semanas”, adiantou o médico do Hertha, Uli Schleicher.

O diretor Michael Preetz comentou a situação, referindo que era expectável alguém estar ou poder ser infetado e que o mais importante neste momento “é seguir as regras”.

Este é o segundo caso de Covid-19 em jogadores da Bundesliga, depois de Luca Kilian, do Paderborn.

A pandemia de Covid-19 levou já o Bayern Munique e o Borussia Dortmund, os dois primeiros classificados do campeonato alemão, a cancelarem os treinos.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal há 331 pessoas infetadas, segundo o mais recente boletim diário da Direção-Geral da Saúde, tendo-se registado na segunda-feira a primeira morte.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.