De acordo com a imprensa francesa, os brasileiros Neymar e Thiago Silva, o uruguaio Edinson Cavani, o costa-riquenho Keylor Navas, o alemão Thilo Kehrer e o camaronês Maxim Choupo-Moting foram informados pelo clube para estarem em Paris “o mais rápido possível”.

Todos estes jogadores abandonaram França e seguiram para os seus respetivos países, excluindo Choupo-Moting, que foi para a Alemanha, em março, na altura em que o campeonato e as todas as todas competições foram suspensas, devido ao surto do novo coronavírus.

Segundo a imprensa, todos os jogadores estão autorizados pelo governo local a ingressar em território francês, já que possuem todos autorizações de residência nesse país.

O Paris Saint-Germain já demonstrou a intenção de regressar aos treinos o mais rápido possível, com as devidas medidas de segurança, estando apenas à espera da ‘luz verde’ do governo francês.

De acordo com os últimos dados oficiais, França é o quarto país do mundo com maior número de infetados (162.100) e de mortes (22.856), devido ao novo coronavírus.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 206 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 810 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 928 pessoas das 24.027 confirmadas como infetadas, e há 1.357 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.