Straver, de 48 anos, foi o segundo piloto a morrer no primeiro Dakar na Arábia Saudita, depois de o português Paulo Gonçalves ter falecido após uma queda na sétima etapa.

O piloto português Mário Patrão (KTM) foi o primeiro a parar e a chamar ajuda para auxiliar Edwin Straver, que tinha vencido a categoria Original by Motul em 2019, para amadores.

O ‘motard’ holandês foi encontrado inanimado ao quilómetro 120 dos 379 previstos e esteve em paragem cardíaca durante dez minutos antes de ser reanimado pelos médicos da prova, que, entretanto, chegaram ao local.

O piloto holandês foi transportado de helicóptero para o hospital, onde lhe foi detetada uma vértebra partida.

“Todas as pessoas associadas ao Dakar expressam as mais sinceras condolências à família e amigos de Edwin”, pode ler-se numa publicação da organização da prova na rede social Twitter.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.