Abt, de 27 anos, foi desclassificado do ePrix virtual de Berlim depois de se saber que tinha contratado o especialista em jogos virtuais Lorenz Hoerzing para correr com o seu carro na prova de Berlim após ser um dos piores classificados nas rondas anteriores.

Durante a prova, o carro de Abt chegou a provocar um incidente com o do português António Félix da Costa.

“Daniel Abt não controlou o seu monolugar na qualificação nem na carreira da quinta prova do Race at Home Challenge, a 23 de maio, e deixou que um piloto profissional corresse no seu lugar”, começou por indicar a Audi, em comunicado.

No mesmo texto, a marca alemã revela que Abt “se desculpou no dia seguinte e aceitou a desclassificação”.

“A integridade, a transparência e o cumprimento constante das normas são as principais prioridades para a Audi. Isso aplica-se a todas as atividades em que a marca participa, sem exceção”, lê-se ainda.

“Por isso, a Audi Sport decidiu suspender Daniel Abt com efeito imediato”, concluiu a marca germânica, não esclarecendo se Abt continuará a correr no Mundial de Fórmula E.

Para além da desclassificação da prova, Abt foi ainda multado em 10.000 euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.