Andrés Iniesta surgiu na sala de imprensa da Joan Gamper Sports City para oficializar a sua saída do clube no final da temporada: "Esta conferência de imprensa é para tornar pública a decisão de que esta temporada é a última ", disse. Iniesta, que faz 34 anos em maio, vai assim deixar o clube catalão ao qual chegou com 12 anos e no qual se estreou pela equipa principal há 16.

Após 22 temporadas com o FC Barcelona, é o jogador com mais títulos com a camisola do clube, um total de 31 depois de vencer a Taça do Rei contra o Sevilha, na semana passada. Todo o primeiro plantel do FC Barcelona quis acompanhar Iniesta na conferência de imprensa, mostrando o seu apoio à decisão tomada pelo capitão.

"Sendo honesto comigo mesmo e com o clube que me deu tudo, o meu estágio termina este ano", referiu.

"Eles merecem tudo de melhor e no futuro próximo eu não poderia dar o melhor de mim em todos os sentidos: físico e mental", continuou Andrés Iniesta.

Iniesta terminou com agradecimentos, desde a equipa aos seus familiares, não contendo as lágrimas.  "Agradeço aos meus colegas e a todas as pessoas que estão comigo diariamente: são os que me fazem melhor; os fãs, os meus pais, a minha irmã ... Há 22 anos nós viemos num carro e hoje eles estão aqui comigo. E 22 anos depois estou com a pessoa mais maravilhosa que já conheci na minha vida, a minha mulher", disse Iniesta antes de terminar a audiência entre os aplausos de toda a sala de imprensa.

Na conferência de imprensa estiveram presentes o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, o plantel principal dos 'blaugrana' e a família do jogador.

Ao longo de 15 temporadas na equipa principal dos 'blaugrana', Iniesta venceu oito ligas espanholas, seis Taças do Rei, a última já esta temporada, sete Supertaças de Espanha, quatro Ligas dos Campeões, três Supertaças Europeias e três Mundiais de clubes.

Ao serviço da seleção espanhola, Iniesta teve a sua noite de ouro na final do Mundial de 2010, frente à Holanda, quando marcou o golo que deu um título inédito à Espanha.

Iniesta esteve também nas conquistas dos Europeus de 2018 e 2012, além de ter conquistado o Europeu de sub-19 em 2002.

Há poucos dias a revista France Football pediu desculpa a Iniesta por nunca lhe ter dado uma Bola de Ouro, mas o médio garantiu que não tem "nenhuma espinha" encravada por não ter vencido prémios individuais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.