"Um dos grandes e eternos nomes da Mística do Sport Lisboa e Benfica, ingressou no Clube aos 15 anos e representou-o, primeiro como jogador, durante 13 épocas (1974-1984 e 1987-1990), e depois, durante largos anos, como elemento técnico ligado ao futebol", lê-se no site do Benfica.

"Natural do Barreiro, onde nasceu no dia 10 de fevereiro de 1959, Fernando Chalana vestiu oficialmente o Manto Sagrado pela primeira vez no dia 7 de março de 1976, com apenas 17 anos e 25 dias. Até àquela data, nunca ninguém tão jovem havia atuado na 1.ª Divisão portuguesa", lê-se ainda.

Com início da formação no Barreirense, Chalana, 27 vezes internacional por Portugal, chegou ao Benfica em 1974/75, ainda com idade de júnior e mudou-se em 1984/85 para o Bordéus, clube no qual esteve três anos antes de regressar às 'águias', terminando a carreira com uma época no Belenenses (1990/91) e outra no Estrela da Amadora (1991/92).

Pelo Benfica, o jogador conquistou seis campeonatos e três Taças de Portugal, entre outros títulos. Já em Bordéus, Chalana venceu por duas vezes a liga francesa e a Taça de França.

Ao serviço da seleção, 'Chalanix' fez parte da seleção que chegou às meias-finais do Euro84, sendo eleito mesmo para a equipa do torneio.

Terminada a carreira de jogador, Chalana enveredou pela de treinador. Nas camadas jovens do Benfica, o agora então levou a equipa de juniores encarnada ao título nacional, em 1999/2000, antes de tornar-se treinador adjunto na equipa senior do Paços de Ferreira.

Foi também essa a posição que assumiu de regresso ao Benfica, tendo estado ao lado de Toni, Jesualdo Ferreira e dos espanhóis José António Camacho e Quique Flores.

Chalana, contudo, acabou mesmo por orientar a equipa por duas ocasiões: na primeira, por apenas um jogo, a 12ª jornada da liga de 2002/03, assumiu o comado técnico depois da demissão de Jesualdo Ferreira, num embate em que o Benfica recebeu e bateu o Sporting de Braga por 3-0.

Já em 2008, depois de José António Camacho ser forçado à saída, foi treinador interino das águias até à chegada de Quique Flores.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.