Ricardinho recorreu ao Twitter para clarificar que o seu discurso na gala "Quinas de Ouro", em que afirmou que decidiu terminar a carreira na seleção nacional para que "os jovens pudessem brilhar, como fizeram na Finalíssima" diante da Argentina.

"A todos aqueles que estão a dizer que o meu discurso da gala quinas de ouro foi uma indireta para o nosso maior ídolo do desporto em Portugal, estão totalmente enganados! Eu falei o que senti e sentia em relação aos meus ex-companheiros de seleção e sobre a seleção de futsal", escreveu Ricardinho no Twitter.

O "Mágico" foi um dos futsalistas galardoados na última gala "Quinas de Ouro", realizada a 20 de setembro, ao lado de João Matos, Zicky Té e Ana Azevedo.

"Depois da decisão de dar um passo ao lado, para os mais jovens darem um passo em frente, sinto que foi um passo certo depois de ter visto esta conquista. Orgulho por fazer parte desta família", referiu no discurso de terça-feira.

Ao contrário de Ricardinho, que deixou a Seleção de Futsal aos 37 anos, Cristiano Ronaldo, da mesma idade, disse querer continuar na seleção das Quinas e jogar no Euro2024.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.