A havaiana Carissa Moore, única que se pode sagrar campeã do mundo já na etapa portuguesa do circuito principal da Liga Mundial de Surf (WSL), derrotou Paige Hareb com uma pontuação de 13,20 contra os 11 pontos da neozelandesa na quinta bateria dos oitavos de final, assegurando um lugar na próxima fase do Meo Rip Curl Pro Portugal.

Também a sua mais direta perseguidora, a norte-americana Lakey Peterson (13,43), garantiu a passagem aos quartos de final, ao derrotar a brasileira Silvana Lima (8,54) nas ondas dos Supertubos.

A norte-americana Caroline Marks (12,67) bateu a australiana Bronte Macaulay (9,83) e mantém vivo o sonho do título mundial, tal como a australiana Sally Fitzgibbons (12,67) a superiorizar-se à sua compatriota Keely Andrew (9,50).

Por seu turno, a norte-americana Courtney Conlogue (12,34), número cinco do ‘ranking’ da WSL, foi afastada pela australiana Nikki Van Dijck (12,40).

Nos restantes ‘heats’, a francesa Johanne Defay (10,66) ganhou à costa-riquenha Brisa Hennesy (9,54), e a brasileira Tatiana Weston-Webb (14,67) venceu a havaiana Coco Ho (10,60) com a melhor pontuação do dia no quadro feminino.

O embate entre as australianas Stephanie Gilmore, sete vezes campeã mundial, e Macy Callaghan, terminou com a vitória da primeira (13,07 contra 12,13).

Depois de no sábado se ter cumprido um dia de espera em Peniche, a ação de hoje na Praia dos Supertubos arrancou com a ronda de 16 (oitavos de final) da prova feminina.

Os oitavos de final do quadro masculino também vão ser disputados hoje em Supertubos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.