O dirigente, que esteve presente no jantar que assinala os 35 anos desde a conquista da Taça dos Campeões Europeus, em Viena, e de homenagem dos 40 anos da sua presidência, discursou numa sala cheia, com cerca de 800 adeptos portistas.

“Sonhei que iria estar alguns anos, não tantos, no FC Porto como presidente. Mas continuo a sonhar, com vitórias, que podemos fazer ainda melhor. E a sonhar que um dia que eu termine as minhas obrigações, que vocês todos possam proporcionar ao meu sucessor o mesmo carinho e transmitir o mesmo entusiasmo em prol do FC Porto", disse, durante o discurso.

Pinto da Costa falou no momento em que irá deixar o comando do FC Porto e pediu a união de todos.

“Continuarei a sonhar que o FC Porto é muito mais do que qualquer pessoa, do que um presidente, por mais que se goste dele. O FC Porto tem de ter o apoio de todos, sempre, seja com quem for. Se Deus me der vida e saúde, espero estar um dia aqui, no meio de vós, numa festa, a dar força a quem vier a presidir ao FC Porto", frisou.

A cerimónia terminou com representantes das várias casas do FC Porto do país a entregarem lembranças ao presidente portista, em clima de festa e confraternização.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.