O piloto luso, campeão em título, partiu da 18.ª posição para uma corrida ganha pelo holandês Nick De Vries (Mercedes), que largou da ‘pole position’ e liderou todas as 32 voltas da corrida.

“Foi um dia complicado. Já sabia que o primeiro dia do ano de corridas ia ser assim. O facto de termos de abrir a qualificação para os outros pilotos, [quando] a pista estava muito suja [prejudicou]”, começou por explicar Félix da Costa.

O piloto de Cascais terminou a 16,225 segundos do vencedor, sendo o melhor dos DS.

“Foi melhor do que o primeiro dia do ano passado. Não vamos stressar. Há que dizer que todos deram um grande passo em frente, especialmente a Mercedes, está com um carro muito forte, Porsche também, e a Audi. Está muito competitivo. Amanhã [sábado] ainda temos mais uma corrida com este carro, que é o carro do ano passado. Na corrida seguinte já teremos o nosso carro novo e espero dar um salto em frente”, disse ainda António Félix da Costa, que não conquistou qualquer ponto.

O campeonato é liderado por De Vries, que tem 29, contra os 18 do segundo, o suíço Edoardo Mortara (Venturi).

Este sábado disputa-se a segunda corrida da temporada, no mesmo circuito árabe.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.