“No caso do Irão, a associação foi multada em 41.000 euros por várias manifestações religiosas durante um jogo”, disse a FIFA, em comunicado.

Além do Irão, a Albânia e a Croácia foram igualmente punidas, ambas com cerca de 46.000 euros, mas o Kosovo, Brasil, Paraguai, Estónia, Ucrânia, Chile e Argentina também fazem parte do lote dos processos que a FIFA abriu, todos relacionados pelo comportamento discriminatório dos adeptos, incluindo, em alguns casos, cânticos homofóbicos.

“Todos estes procedimentos dizem respeito a incidentes que envolveram comportamentos discriminatórios e antidesportivos por parte dos adeptos, incluindo cânticos homofóbicos em alguns dos casos”, disse o órgão mundial de futebol.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.