Esta decisão vai privar a seleção nacional do Sudão de encontros internacionais, tal como a participação dos clubes sudaneses nas competições continentais.

A suspensão, que surge no seguimento de uma decisão tomada anteriormente pelo organismo presidido por Giani Infantino, a 27 de junho, será levantada quando o conselho da Federação do Sudão e o seu presidente, Mutasim Gaafar Sir Eklkhatim, forem “reintegrados”, anunciou em comunicado a FIFA.

A FIFA respondeu assim ao afastamento de Mutasim Gaafar Sir Eklkhatim, substituído por Abdel Rahman Elkatim no início de junho, na sequência de um decreto do secretariado de justiça do país.

O comunicado adianta ainda que a FIFA pediu ao Sudão que cancelasse o decreto e reintegrasse Gaafar no seu cargo antes do final de junho, o que não aconteceu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.