A organização entendeu que a única forma viável de fazer a corrida seria sem público nas bancadas, devido à pandemia de covid-19, o que não seria apelativo para as autoridades locais, pelo que foi decidido adiar o evento para 2021.

“Nós e a Fórmula 1 ainda pensámos em reprogramar a corrida sem espetadores, mas gostávamos que este momento, do regresso da F1 a Zandvoort, fosse uma celebração, juntamente com os adeptos dos Países Baixos e, por isso, pedimos que sejam pacientes. Já tiveram de esperar 35 anos, pelo que é possível esperar mais um ano”, comentou Jan Lammers, o diretor de corrida.

O GP dos Países Baixos de Fórmula 1 é, assim, o quarto evento do Campeonato do Mundo a ser cancelado, devido ao novo coronavírus, depois de Austrália, Mónaco e França terem seguido idêntico caminho.

Espera-se que o campeonato arranque em 5 de julho, na Áustria.

O GP dos Países Baixos não se realiza desde 1985, ano em que a vitória sorriu ao austríaco Niki Lauda, que morreu em 2019.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 352 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.