Segundo a nota publicada no seu site oficial, a FPF “decidiu acelerar o processo de testes de vídeo-árbitro com o objetivo de proporcionar uma formação mais rápida e profunda aos árbitros portugueses”.

No mesmo comunicado, o presidente do Conselho de Arbitragem, José Fontelas Gomes, explicou que “num processo como este é preciso realizar o maior número de testes, treinar muito”.

“Por isso a FPF e o Conselho de Arbitragem decidiram antecipar o que estava previsto para dar a melhor formação aos árbitros portugueses”, acrescentou Fontelas Gomes.

Além do árbitro, dois assistentes e quarto árbitro, para estas duas partidas serão também nomeados um vídeo árbitro e um árbitro que ficará na bancada.

O jogo entre o Real Massamá, equipa do Campeonato de Portugal e o Benfica está marcado para as 19:00 de 14 de dezembro, enquanto a receção do Vitória de Guimarães ao Vilafranquense, também do terceiro escalão, realiza-se às 18:00 do dia 15.

A FPF esclareceu ainda que “a exemplo do que sucedeu na Supertaça, o facto de os testes serem ‘offline’ significa que não existirá qualquer interferência do vídeo-árbitro no jogo”.

“Aliás, não existirá sequer comunicação entre o vídeo-árbitro e o árbitro que está em campo. Toda a comunicação será feita entre o juiz que vê as imagens e o árbitro que estará na bancada”, explicou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.