O adiamento foi benéfico para a preparação ou foi mais um momento de ansiedade?

Nem um nem outro. Foi o momento certo para reavaliar, mudar estratégias e adaptar para os novos desafios à nossa frente. Tudo tem o seu tempo.

Beneficiou com o adiamento ou está nos Jogos devido a esse facto?

A época passada foi parada antes da chegada de competições importantes no inverno, e praticamente não existiu época de verão, o que naturalmente impede de termos perceção da qualidade da época. De qualquer forma, ninguém beneficiou do adiamento, nem muito menos das poucas condições com que trabalhámos durante essa época. Mas tudo tem um motivo e tudo está certo.

BI Olímpico

Francisco Belo

Modalidade: Atletismo

Prova: Lançamento do peso

Idade: 30 anos

Naturalidade: Castelo Branco

Clube: Sport Lisboa e Benfica

Treinador: Volodymyr Zinchenko

Participações: Esta será a sua estreia nos Jogos Olímpicos. Na prova feminina de lançamento do peso, Portugal será representado por Auriol Dongmo.

Factos & Curiosidades: Em março deste ano, nos europeus de atletismo em pista coberta, Francisco Belo lançou o peso a 21,28 metros e bateu o recorde nacional — que estava com Tsanko Arnaudov (21,27, em 2018). Em Torún, na Polónia, o atleta do Benfica superou a marca de qualificação, que é de 21,10 metros, garantindo o ‘bilhete’ para os jogos de Tóquio. Ainda assim, a marca não foi suficiente para as medalhas, acabando Belo na quarta posição a três centímetros do pódio.

Há quanto tempo está a preparar os JO?

Penso que o trabalho agora apresentado é fruto de todos os anos de dedicação desde que faço desporto, mas obviamente desde os últimos, Rio2016, onde não tive oportunidade de estar presente, começámos a planear Tóquio.

Ao longo deste ciclo Olímpico, quando é que pensou: este é momento do “tudo ou nada”?

Todos os momentos são de tudo ou nada. Todos os momentos passam e deixam de ser presente e passam a ser passado. Pelo que todos os momentos que podemos controlar são exatamente o Agora, e todos eles requerem decisões, e são o tudo ou nada para moldar o futuro. "O ontem é história, o amanhã é um mistério mas o hoje é um/o presente".

Qual o pior momento na preparação?

Sou muito a favor de normalizar todos os maus e bons momentos. Os piores momentos são tão necessários como os melhores e têm existido alguns, dores, lesões, mas pedras no caminho fazem parte de qualquer grande história.

Que preparação específica foi feita? (Por exemplo, vai alterar os ciclos de sono antecipadamente face à diferença horária?)

Estamos agora a acertar pormenores relativamente à preparação de ciclos de sono etc., mas há muita gente envolvida no nosso cuidado e preparação. Importante ir preparado para a diferença horária, temperaturas, entre outros, e tudo isso será feito antes da chegada à aldeia Olímpica.

Qual a maior dificuldade que espera encontrar em Tóquio?

O controlo apertado face à situação em que o país e o mundo se encontram. Desde horas de espera de testes, até à imposição de horário e dificuldade de mobilidade. Mas nós todos, atletas e staff, somos experts em adaptação. Tudo vai correr bem.

Qual a coisa mais inusitada que leva na bagagem para o Japão?

Quando escrevo esta resposta ainda não tenho a mala feita, mas suponho que será uma pequena figura do Hulk... [Risos] Só para me lembrar que às vezes temos de nos transformar e ir à luta.

Quais são os objetivos em termos de resultados/marcas?

Qualquer grande competição exige de nós o mesmo objectivo: melhorar e fazer o nosso melhor.

O que é um bom resultado olímpico para Portugal?

A superação de cada um e a boa representatividade da garra de Portugal. Tudo o resto será consequência.

Qual a primeira memória que tem dos Jogos Olímpicos?

Talvez a mais marcante foi quando a minha madrinha, que foi ver os jogos de Pequim (2008), me trouxe uma recordação. O que foi poucos anos depois de ter começado a praticar atletismo.

Quem é o melhor atleta olímpico de sempre na sua modalidade?

Tomasz Majewski - duas vezes campeão olímpico.

Se ganhar uma medalha, a quem a vai dedicar?

Aos portugueses.

__________

Memórias, objetivos e até uma pandemia. Rumo aos Jogos Olímpicos, que se realizam de 23 de julho a 8 de agosto em Tóquio, no Japão, desafiámos alguns dos nossos atletas a responder a um Questionário Olímpico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.