Em comunicado, a equipa explica que, após “análise aprofundada”, chegou à conclusão de que o nome é racista, assim como o logótipo, que identifica um índio, sendo que ambos serão agora substituídos.

“Queremos manter patrocinadores e adeptos informados sobre o processo” de escolha do novo nome e símbolo, acrescenta o clube, dizendo que o dono da equipa, Dan Snyder, e o seu treinador, Ron Rivera, "têm estado a trabalhar para criar um novo nome e imagem".

Estas irão "melhorar o posicionamento do nosso clube orgulhoso e rico em tradição, e inspirar os nossos patrocinadores, fãs e comunidade para nos próximos 100 anos", indica ainda a nota.

Esta análise feita pela equipa já tinha sido anunciada a 3 de julho, conhecendo-se hoje o seu veredito. O novo nome ainda não é conhecido, sendo que a ESPN refere que o seu anúncio tem sido adiado devido a questões de registo de marca.

A equipa tem "Redskins" nome há 87 anos, desde quando se encontrava localizada em Boston. A sua mudança para Washington D.C. não significou uma mudança de nome, tendo sido acusada ao longo de décadas de racismo, sobretudo por organizações de nativos americanos, que consideram o nome ofensivo.

O atual dono, Dan Snyder, fã desde criança do clube, tinha prometido nunca alterar a sua denominação, chegando-se mesmo a comentar que este preferiria vender a equipa a mudar-lhe o nome.

No entanto, os principais patrocinadores dos Washington Redskins ameaçaram retirar o seu financiamento se não mudasse de nome, com a pressão para tal a ocorrer após a morte do afro-americano George Floyd, no fim de maio, devido à ação policial.

Uma carta assinada por 87 investidores e acionistas, valorizados ao todo em 620 mil milhões de dólares, enviaram uma carta à FedEx, à PepsiCo e à Nike a pedir-lhes que parassem de fazer negócios com a equipa a não ser que o nome fosse alterado. Já a Amazon, Walmart e Target tinham retirado o merchandise das suas lojas online.

Segundo a BBC, um novo nome tem de ser escolhido antes da próxima época da NFL começar, em setembro. Entre os possíveis nomes estão os Washington Senators, os Washington Warriors e os Washington Red Tails.

Esta mudança poderá significar a alteração dos nomes de outras equipas, nomeadamente os Atlanta Braves, os Chicago Blackhawks, os Kansas City Chiefs e os Cleveland Indians, já que todos eles se referem a estereótipos nativo-americanos. Uma destas equipas, os Cleveland Indians, já disse que também vai rever o seu nome.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.