O número dois português, que teve de passar pelo torneio de qualificação para chegar ao quadro principal, venceu o australiano Christopher O’Connel, também proveniente’ do ‘qualifying’, em três ‘sets’, pelos parciais de 6-7 (3-7), 6-4 e 6-1, em duas horas e 23 minutos.

“Foi um jogo bastante complicado, em que senti problemas físicos desde o início. Senti que precisava de um dia de descanso, o jogo de ontem [domingo], neste calor, foi muito agressivo fisicamente e isso pesou muito hoje”, explicou à agência Lusa Gastão Elias, que na segunda ronda vai defrontar o austríaco Dominic Thiem, primeiro cabeça-de-série e número oito do ‘ranking’.

Sob um calor que chegou a atingir os 40 graus centígrados, Gastão Elias chegou a solicitar assistência médica, mas acabou por conseguir superar o tenista da casa, depois de estar a perder no segundo parcial por 1-4, acabando por vencer 11 dos últimos 12 jogos.

“Não acredito que tenha jogado a um grande nível, mas lutei e não desisti até ao último ponto, e isso fez a diferença”, considerou o jogador da Lourinhã.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.