Hart, que já tinha vencido nesta edição do Giro, completou os 190 quilómetros entre Alba e Sestriere em 4:52.45 horas, à frente do rival na luta pela vitória final, com o australiano Rohan Dennis (INEOS) em terceiro a 25 segundos.

Almeida cortou a meta em quarto a 1.01 minutos e conseguiu ganhar tempo, não só ao antigo camisola rosa, o holandês Wilco Kelderman (Sunweb), mas também ao espanhol Pello Bilbao (Bahrain-McLaren).

Hindley lidera com o mesmo tempo de Hart, seguindo-se Kelderman no terceiro posto, a 1.32 minutos, Bilbao em quarto e Almeida a fechar o ‘top 5', a 1.18 do holandês e a 23 do espanhol.

No domingo, a 21.ª e última etapa apresenta um contrarrelógio de 15,7 quilómetros que começa em Cernusco sul Naviglio e termina em Milão, para consagrar o vencedor da 103.ª edição do Giro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.