A equipa do Dongfeng demonstrou uma grande concentração e resiliência ao vencer a New Zealand Herald In Port Race em Auckland, na Nova Zelândia, este sábado. O vento estava muito fraco, irregular e inconstante no porto de Waitemata, o que provocou muitas mudanças de líder durante o decorrer da regata.

O AkzoNobel terminou em segundo lugar, enquanto que os primeiros líderes, o MAPFRE, completou o pódio e assim manteve o primeiro lugar da classificação geral das In Port Race.

"Foi muito complicado, muito difícil", disse o skipper do Dongfeng, Charles Caudrelier, no final da regata. "Tivemos um início terrível, mas aconteceu muita coisa a durante a primeira perna, e nem sempre é bom estar na frente, pois acaba por mostrar-se aos outros onde está o vento. Nós aproveitamos estar atrás para perceber quem tinha vento, e assim aproximarmo-nos  os líderes".

A regata começou de uma forma espetacular, considerando o vento fraco. O MAPFRE posicionou-se bem a sotavento da frota, e foi primeiro a cruzar a linha, com o Scallywag de David Witt à frente de um grande grupo que se juntou perto do pino.

Mas na verdade, era o Team Brunel que estava a causar a acumulação no pino, o que fez com que três barcos estivessem fora da linha de partida, Dongfeng, Turn the Tide on Plastic e o AkzoNobel,  tiveram que largar bem atrás do grupo da frente. Isso deixou o MAPFRE e o Scallywag como líderes iniciais, no que parecia ser uma perna de um só bordo.

Mas quando se aproximavam do terço final da perna, o vento morreu, e os barcos que vinham atrás foram capazes de navegar à volta deles por ambos os lados, com o AkzoNobel e o Vestas 11th Hour Racing na frente seguidos pelo de Dongfeng Race Team e Brunel Sailing.

Na perna secundária, normalmente a favor do vento, o AkzoNobel e o Dongfeng encontraram uma zona com pressão e passaram para a frente, e num percurso encurtado para apenas duas pernas, foi o Dongfeng quem conseguiu aguentar e ganhar. "Foi uma boa vitória para a nossa equipa", disse Caudrelier. "Muito bom para o nosso moral".

Os resultados significam que o MAPFRE mantém-se líder na classificação geral da série, com Dongfeng a reduzir a diferença no segundo lugar, o AkzoNobel passou o Brunel e é terceiro.

Classificação geral da Volvo Ocean Race In Port-Race

  1. MAPFRE - 37 pontos
  2. Dongfeng Race Team - 34 pontos
  3. equipe AkzoNobel - 27 pontos
  4. Team Brunel - 26 pontos
  5. Vestas 11th Hour Racing - 18 pontos
  6. Sun Hung Kai / Scallywag - 15 pontos
  7. Turn the Tide on Plastic - 11 pontos

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.