Na altura a jogar pelo Atlético de Madrid, o agora avançado do Barcelona, Antoine Griezmann, terá tentado comprar moedas de forma ilícita para usar no modo de jogo online Ultimate Team do FIFA 15. Como resultado, teve a sua conta temporariamente banida e as moedas removidas.

Quem revelou esta informação foi Chukwuma Morah, antigo funcionário da EA Sports — neste momento a gerir o departamento de eSports do Manchester United — mais conhecido como The Boi, que utilizou a rede social Twitter para contar o caso, recordando que Griezmann, conhecido por ser um "gamer" (aficionado por videojogos), chegou a reclamar junto da empresa.

"Uma vez banimos a conta do Griezmann por comprar moedas no FIFA 15. O tipo ligou para os escritórios franceses tão chateado, que acabámos por lhe devolver os jogadores", escreveu.

Esta aparente leviandade com que The Boi disse que a EA Sports tratou o caso levantou um coro de críticas online, com vários utilizadores a apontarem para um tratamento diferenciado quanto a Griezmann por se tratar de uma figura pública. Contudo, o ex-funcionário da empresa esclareceu que os jogadores foram devolvidos mas não as moedas compradas, acrescentando ainda numa resposta a um utilizador que este problema se estendeu a outros jogadores — vários deles profissionais — por pensarem que a compra de moedas era legal.

Segundo o website de videojogos Dexerto, os jogadores que são apanhados a comprar moedas para o FIFA são banidos, já que a EA apenas permite que se façam compras através de microtransações feitas com um sistema chamado FIFA Points.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.