No vídeo de apresentação do jogador, apresentado nas redes sociais, Griezmann afirma que passou "10 dias sem conseguir dormir", prosseguindo: "Queria mesmo voltar, creio que é o melhor sítio para mim, onde estou feliz dentro e fora do campo. Tenho muita vontade de ser de novo 'colchonero', é a melhor coisa que me aconteceu nos últimos anos".

Entre 2014 e 2019, o avançado francês venceu uma Supertaça de Espanha, uma Liga Europa e uma Supertaça europeia.

Em junho de 2018, pouco antes de ser campeão do mundo pela França, Griezmann anunciou que continuava em Madrid, mas um ano depois acabou por rumar a Barcelona, o que foi visto como uma 'traição' pelos adeptos, que o passaram a receber mal, sempre com assobios e vaias no Wanda-Metropolitano.

"Espero que em conjunto possamos ter tardes e noites mágicas, é o meu principal objetivo. Tinha uma boa relação com os adeptos e quero reencontrá-la. E isso passará por mim, pelos meus atos mais que pelas minhas palavras, provando que estou de novo aqui para dar tudo", assegura Griezmann.

"Vou dar tudo, em cada jogo, para agradecer o grande esforço pelo meu regresso. O Atlético está a fazer bem as coisas e o treinador sabe que tem mais um guerreiro para atingir os objetivos. Vou dar tudo, como sempre, é a minha maneira de estar no terreno. Quer estejam frente à televisão ou nas bancadas, os adeptos vão ver um jogador que deixa tudo no terreno e farei tudo para que fiquem orgulhosos", prosseguiu o internacional francês.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.