Guillem Cabestany, treinador do FC Porto, adotou uma postura mais positiva, deixando no ar a crença de que a presença do Benfica no jogo da meia-final, este sábado com os 'dragões', possa mesmo acontecer.

"Vamos agir da mesma forma de sempre. Amanhã (sábado) estaremos aqui preparados. Estes jogos são de vida ou de morte e eu gosto dessa pressão. Espero que amanhã seja assim", afirmou o técnico portista em conferência de imprensa de antevisão à prova.

O treinador do FC Porto optou por não comentar a polémica que hoje se instalou, após o Benfica ter divulgado um comentário a anunciar que não estaria presente na 'final four' da Taça de Portugal, que este fim de semana se realiza em Gondomar, alegando estar descontente com a Federação e a arbitragem.

Já o treinador do Tomar, Nuno Domingues, foi mais duro no ataque ao Benfica, lamentando a imagem que está a ser transmitida da modalidade.

Benfica não vai comparecer na ‘final four’ da Taça de Portugal de hóquei em patins
Benfica não vai comparecer na ‘final four’ da Taça de Portugal de hóquei em patins
Ver artigo

"O que o Benfica está a fazer é um desrespeito pela modalidade. Infelizmente as leis não ditam mais do que uma multa para os clubes que tomam estas medidas e por isso as pessoas sentem que podem fazer isto. É triste", atirou.

Sobre as expectativas da prova, o técnico admitiu que o Tomar, que defronta nas meias-finais o Física, "é favorito", explicando, no entanto, "que é necessário transpor isso mesmo para o rinque".

Já André Gil, treinador do Física, outro semi-finalista da prova, também criticou a possível falta de comparência dos 'encarnados', ainda assim garantiu que "os presentes tudo vão fazer para dignificar a prova e proporcionar um bom espetáculo".

As meias-finais da Taça de Portugal de hóquei em patins começam a ser disputadas às 14:15, com a partida entre o Tomar e o Física, a ser disputada no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Às 18:30 está previsto o encontro entre o Benfica e o FC Porto, da outra meia-final, no entanto, os 'encarnados' já informaram publicamente que não vão estar presentes em sinal de protesto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.