A decisão, hoje divulgada pela FIFA, é uma das maiores penalizações financeiras da cúpula do futebol mundial, aplicando-se à federação da Hungria.

Em Budapeste, no dia 02 de setembro, os ingleses golearam os húngaros por 4-0, mas vários dos seus jogadores foram alvo de constantes insultos e outros abusos racistas.

Além do jogo à porta fechada, será cumprido um outro se houver reincidência num prazo de dois anos, e a própria UEFA já tinha sancionado os húngaros com dois jogos de suspensão, aí por cânticos racistas durante o Euro2020.

Essa suspensão terá efeito em junho, durante os encontros da Liga das Nações, mas o próximo jogo da Hungria, com a Albânia em 09 de outubro, acontecerá sem ninguém nas bancadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.