A formação de Ílhavo, que disputava a sua terceira final, depois dos desaires de 1988/89 e 1991/92, liderou o encontro do princípio ao fim e ao intervalo ganhava por 22 pontos (55-33).

A final foi uma reedição do jogo decisivo de 1991/92, que, então, terminou com a vitória do Benfica por 84-76.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.