A Inglaterra, terceira classificada no Mundial de 2015, vai defrontar na quinta-feira a Noruega, enquanto a França vai medir forças nos quartos de final com a vencedora do confronto entre a Espanha e os Estados Unidos, campeã em exercício e recordista de títulos mundiais, com três troféus conquistados (1991, 1999 e 2015).

Em Valenciennes, a Inglaterra inaugurou o marcador aos 14 minutos, por intermédio de Stephanie Houghton, tendo aumentado a vantagem aos 45+4, por Ellen White, num lance que teve a intervenção do videoárbitro (VAR), cabendo a Alex Greenwood fechar a contagem, já na segunda parte, aos 58.

A França, fortemente apoiada pelos seus adeptos, surpreendeu em Le Havre o Brasil, cuja seleção nunca se sagrou campeã mundial, tendo como melhor resultado o segundo lugar alcançado em 2007.

Um golo marcado no prolongamento por Amandine Henry, aos 107 minutos, eliminou as ‘canarinhas’, que já tinham estado em desvantagem no tempo regulamentar, na sequência do remate certeiro de Valerie Gauvin, aos 52, mas restabeleceram a igualdade pouco tempo depois, aos 64, por intermédio de Thaisa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.