A saída do técnico surge após o Tianjin Teda registar o quinto jogo seguido sem ganhar para a superliga chinesa. Após o jogo, o técnico português pediu desculpa aos adeptos e prometeu uma vitória no próximo encontro.

O clube de Tianjin, cidade portuária a 120 quilómetros de Pequim, ocupa atualmente o 11.º lugar na prova máxima do futebol chinês, três pontos acima da linha de manutenção, ao fim de 11 jogos.

Jaime Pacheco foi apresentado como treinador do Teda em julho de 2016, a 12 jornadas do fim do campeonato da época passada, com o objetivo de assegurar a manutenção, o que viria a conseguir, terminando no 10.º lugar.

Tratou-se de um regresso do português à China, onde orientou o Beijing Guoan, entre 2011 e 2012.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.