Braz, campeão europeu por Portugal em 2018, bateu, numa votação dos especialistas da Futsal Planet, Marquinhos Andrade, selecionador do Brasil, e Sergey Skorovich, que lidera a Rússia.

A ‘equipa das quinas’ ficou em segundo no ‘ranking’ das seleções, atrás do Brasil, e à frente da Espanha, por apenas dois pontos.

O Sporting, vencedor da Liga dos Campeões em 2019, foi eleita a segunda melhor equipa do ano, atrás dos espanhóis do FC Barcelona e à frente dos brasileiros do Carlos Barbosa, com o treinador dos ‘leões’, Nuno Dias, a ser escolhido como segundo melhor do mundo, batido por Andreu Plaza (FC Barcelona), e à frente de Kaká (Kairat Almaty) e de Joel Rocha, do Benfica.

O Benfica tem duas jogadoras no ‘top-3’, com Ana Catarina Pereira, que venceu em 2018, a ser considerada a segunda melhor guarda-redes, e Fifó a terceira melhor jogadora.

O brasileiro Guitta, do Sporting, foi escolhido como terceiro melhor guarda-redes, com o seu colega de equipa Hugo Silva a ser o sétimo melhor jovem jogador.

O também brasileiro Ferrão, que joga no FC Barcelona, foi considerado o melhor jogador do mundo, sucedendo ao português Ricardinho, que tinha vencido as últimas cinco edições.

“Distinção é importante para valorização do futsal português”

“Esta distinção é importante para valorização do futsal português. Vencer em dois anos consecutivos e ter este reconhecimento é sinal de que o trabalho desenvolvido tem vindo a dar frutos”, disse, citado na página da Federação Portuguesa de Futebol.

Braz, campeão europeu por Portugal em 2018, bateu, numa votação dos especialistas da Futsal Planet, Marquinhos Andrade, selecionador do Brasil, e Sergey Skorovich, que lidera a Rússia.

“Este é um prémio individual que muito me honra, mas é mais um prémio muito representativo de tudo o que tem sido desenvolvido no futebol nacional. Sou o selecionador e coordenador de toda a estrutura e este prémio reflete a preocupação e o trabalho de desenvolvimento efetuado com todo o futsal desde as escolinhas aos seniores, no masculino e no feminino. O que evidencia esse trabalho, reforço, é o número de nomeações que o futsal português teve. É uma honra enorme, um grande orgulho e satisfação ser selecionador nacional”, referiu.

Jorge Braz salientou ainda os lugares de destaque entre os melhores treinadores – Nuno Dias (segundo) e Joel Rocha (sexto), além de Ana Catarina Pereira ter sido considerada a segunda melhor guarda-redes, e Fifó a terceira melhor jogadora.

Portugal e Sporting ficaram na segunda posição entre as seleções e as equipas, respetivamente.

(Notícia atualizada às 16:16) 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.