Em comunicado, a Gestifute, empresa de Jorge Mendes, garante serem totalmente falsas as informações que vinculam o empresário à MIM, e consequência de uma má interpretação das declarações do português em tribunal sobre o caso Falcao.

“Não tenho participação, direta ou indiretamente, na sociedade MIM. Nunca tive. Tenho zero ações”, afiançou Mendes.

Na terça-feira, Jorge Mendes, que representa Cristiano Ronaldo, foi ouvido no Tribunal de Instrução de Pozuelo de Alarcón, Espanha, no âmbito de um processo de fraude fiscal ao futebolista colombiano Radamel Falcao.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.