O extremo marcou os dois golos da reviravolta ‘leonina’ frente ao FC Porto (2-1), nos últimos minutos do encontro, depois de ter iniciado o jogo no banco, enquanto Nuno Mendes esteve ausente devido a um teste positivo ao novo coronavírus.

Jovane substitui Nuno Santos no ‘onze’ do treinador Rúben Amorim, numa ala esquerda agora reforçada pelo habitual ‘dono’ Nuno Mendes, em detrimento de Antunes.

O treinador do Sporting mantém Gonçalo Inácio, o capitão Coates e Feddal no eixo da defesa, deixando entre os suplentes Luís Neto, recuperado da infeção ao coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, à semelhança do avançado esloveno Sporar.

Pedro Porro e Nuno Mendes vão ocupar as laterais sportinguistas, à frente do guarda-redes Adán, num alinhamento que deverá contar com João Mário e Palhinha no meio-campo, ficando o ataque, mais uma vez, a cargo de Pedro Gonçalves e Tiago Tomás, agora com a colaboração de Jovane.

Do lado dos bracarenses, o treinador Carlos Carvalhal não encetou qualquer alteração relativamente à vitória frente ao Benfica (2-1), na quinta-feira, mantendo o espanhol Abel Ruiz no ataque, apoiado por Ricardo Horta, decisivo na conquista do troféu na época passada, Fransérgio e Galeno.

Castro e Al Musrati devem ser os responsáveis pelo meio-campo defensivo, com o quarteto defensivo composto por Ricardo Esgaio, Tormena, David Carmo e Sequeira e a baliza entregue a Matheus.

O avançado Paulinho, que foi suplente utilizado na meia-final frente aos ‘encarnados’, volta a estar no banco de suplentes.

Sporting e Sporting de Braga disputam o troféu, e estatuto criado pela Liga de clubes de ‘campeão de inverno’, a partir das 19:45, numa final inédita que vai ser arbitrada por Tiago Martins, da Associação de Futebol de Lisboa.

Os ‘leões’, vencedores da competição em 2017/18 e 2018/19, disputam o encontro decisivo pela quinta vez, mais uma do que os bracarenses, que ergueram o troféu em 2011/12 e 2019/20, na última sob o comando do treinador ‘leonino’, Rúben Amorim.

Também Carlos Carvalhal procura o seu segundo título na prova, depois de ter conquistado a edição inaugural, em 2007/08, ao comando do Vitória de Setúbal, numa final frente ao Sporting decidida nos penáltis.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.