De acordo com um comunicado do tribunal do Estado de São Paulo, a que a AFP teve acesso, o juiz recusou, pela segunda vez, a acusação das autoridades fiscais, considerando que estas deveriam ter terminado a sua investigação antes de lançarem um processo judicial.

Em fevereiro de 2016, um juiz já tinha recusado pelas mesmas razões a abertura de um inquérito contra Neymar, que era acusado de esconder receitas da sua transferência para o FC Barcelona em 2013.

Em Espanha, Neymar, o seu pai, o presidente do FC Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o ex-líder do ‘barça’ Sandro Rosell vão ser levados a julgamento por este caso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.