O encontro da segunda jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações será o 10.º da seleção nacional em solo sueco, onde regista quatro vitórias, a última há sete anos, quando Ronaldo ‘atirou’ Portugal para o Campeonato do Mundo do Brasil, no ‘play-off’ da qualificação europeia.

Em 19 de novembro, quatro dias depois de triunfo por 1-0 no Estádio da Luz, em Lisboa, na primeira mão da eliminatória, também com um golo de Ronaldo, o avançado marcou três em Solna e a seleção nacional venceu por 3-2, com Zlatan Ibrahimovic a ‘bisar’ para a equipa da casa.

Mesmo assim, historicamente, a Suécia é um adversário complicado para a seleção nacional, que tem um saldo de cinco vitórias, seis empates e sete derrotas perante os escandinavos. Ao todo, marcou 20 golos e sofreu 29.

O último embate entre as duas seleções aconteceu em 2017, na Madeira, num particular em que os suecos ‘imitaram’ o tal resultado de Solna (3-2), mas dessa vez a seu favor, embora Ronaldo, no único encontro que fez no ‘seu’ Funchal com a camisola das ‘quinas’, tenha aberto o marcador.

No primeiro duelo de sempre, a Suécia veio a Lisboa golear Portugal por 6-2, num particular em 1955, de nada valendo os dois golos marcados por José Águas.

Nos cinco jogos que se seguiram, os escandinavos somaram mais quatro triunfos, sendo que, pelo meio, Portugal conseguiu não perder pela primeira vez, ao empatar 1-1 em Solna, em 1967, num jogo em que Custódio Pinto faturou para os lusos.

A primeira vitória de sempre face aos suecos aconteceu apenas ao sétimo jogo: em 12 de setembro de 1984, Portugal impôs-se na Suécia por por 1-0, graças a um tento do portista Fernando Gomes, aos 79 minutos, na fase de apuramento para o Mundial de 1986.

Depois de um empate e uma derrota em casa, a seleção lusa voltou a vencer na deslocação a solo sueco em 1987, em 23 de setembro, novamente por 1-0 e, outra vez, graças a um golo do ‘bi-Bota de Ouro’, este apontado aos 34 minutos.

O terceiro triunfo sobre os suecos também aconteceu fora, por 3-2, em 2002, num particular, decidido com tentos de Sérgio Conceição, atual treinador do FC Porto, Romeu e Rui Costa, administrador da SAD do Benfica, este último com um remate de fora da área, aos 88 minutos. Era Agostinho Oliveira o selecionador.

Seguiram-se três empates consecutivos e os dois jogos de 2013, com Portugal a vencer pela primeira vez em casa, finalmente, à nona tentativa, em 15 de novembro, e a repetir o triunfo na Suécia, com o tal ‘show’ de Cristiano Ronaldo, que volta para chegar ao 100.º golo na seleção ‘AA’.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.