O Benfica pode mesmo ficar matematicamente afastado dos ‘oitavos’ logo à quarta jornada do Grupo E – a duas rondas do fim da primeira fase da prova -, caso perca frente aos holandeses e o Bayern Munique cumpra a ‘obrigação’ de vencer na receção ao AEK Atenas.

A equipa campeã nacional, pelo contrário, está instalada no comando do Grupo D, com dois pontos de vantagem sobre o Schalke 04 e três sobre o Galatasaray, podendo ficar a um ponto do apuramento caso se imponha aos russos, beneficiando também do confronto entre alemães e turcos.

O FC Porto, líder da I Liga, que continua privado do avançado Aboubakar, procura repetir o resultado obtido há duas semanas, em Moscovo, onde se impôs por 3-1 ao lanterna-vermelha do agrupamento, ainda sem qualquer ponto conquistado.

Os ‘dragões’ já tinham empatado 1-1 no estádio do Schalke 04 e vencido por 1-0 em casa o Galatasaray, mas a história do jogo da capital russa poderia ter sido diferente caso Manuel Fernandes, um dos dois jogadores portugueses do Lokomotiv, a par de Éder, não tivesse desperdiçado uma grande penalidade, aos 10 minutos.

O percurso Benfica na ‘Champions’ foi menos exemplar: perdeu por 2-0 na receção ao Bayern Munique, antes de vencer por 3-2 em Atenas (num jogo em que esteve a vencer por 2-0 e consentiu a igualdade aos gregos no espaço de 10 minutos), mas foi o jogo de Amesterdão que deixou os ‘encarnados’ em apuros.

O golo marcado aos 90+2 minutos pelo marroquino Noussair Mazraoui, que ditou a derrota por 1-0 no estádio do Ajax, segundo classificado do campeonato holandês, deixou o Benfica a quatro pontos da equipa de Amesterdão e do Bayern, apenas à frente ao campeão grego, ainda em ‘branco’.

Ao desaire em Amesterdão sucederam-se mais dois para a Liga, na visita ao Belenenses (2-0) e na receção ao Moreirense (3-1), aumentando a contestação ao treinador Rui Vitória, que já pode contar com o goleador brasileiro Jonas (autor do golo solitário no jogo de sábado), apesar de se ver privado do avançado suíço Seferovic, devido a lesão.

Uma nova derrota na receção ao Ajax, aliada ao previsível triunfo do hexacampeão alemão sobre o AEK, deixará o Benfica virtualmente afastado dos oitavos de final, mas mesmo o empate pode revelar-se insuficiente para evitar a despromoção à Liga Europa, destino reservado aos terceiros classificados de cada ‘poule’.

Além do Bayern e do Ajax, há mais seis clubes que podem qualificar-se já para a fase a eliminar, entre as quais a Juventus, heptacampeã italiana, na qual alinham os portugueses Cristiano Ronaldo e João Cancelo, que só precisa de empatar na receção ao Manchester United, podendo mesmo assegurar o primeiro lugar do Grupo H se vencer a equipa treinada por José Mourinho.

O FC Barcelona também vencerá o agrupamento B caso se imponha no reduto do Inter de Milão, mas os italianos poderão acompanhar o campeão espanhol até aos oitavos de final se vencerem e o outro jogo, entre Tottenham e PSV Eindhoven, terminar empatado.

A mesma situação repete-se na ‘poule’ A, na qual o Borussia Dortmund poderá já assegurar o primeiro posto, necessitando para isso de vencer no recinto do Atlético de Madrid, que seguirá em frente em caso de triunfo sobre os alemães e desde que se registe uma igualdade no Mónaco-Club Brugge.

O campeão inglês Manchester City, no qual alinha o português Bernardo Silva, poderá elevar para oito o número de clubes apurados para os ‘oitavos’ a duas jornadas do fim da fase grupos, mas precisa de aliar a vitória na receção ao Shakhtar Donetsk, treinado por Paulo Fonseca, à derrota do Hoffenheim em Lyon.

O Real Madrid, tricampeão em exercício e recordista de títulos na prova, com 13 troféus, deverá disputar o primeiro jogo europeu sob a orientação do técnico interino Santiago Solari - na sequência do despedimento do treinador Julen Lopetegui -, frente ao Plzen, que há duas semanas venceu por modesto 2-1.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.