A cerimónia que contará com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa e responsável pelo pelouro do Desporto, Duarte Cordeiro, que já havia feito o anúncio no final de novembro, após uma visita técnica dos responsáveis da ACES

"Não foi uma surpresa. Achámos sempre que Lisboa venceria", disse na altura o vice-presidente da CML, indicando que a capital portuguesa competia com Haia, na Holanda, onde o comité tinha estado anteriormente.

Sobre a escolha, Duarte Cordeiro considerou-a "o culminar de todo um percurso que tem sido seguido de maneira a aumentar de forma significativa a atividade desportiva".

"É um prémio para Lisboa e também é uma responsabilidade", acrescentou.

O responsável tinha anunciado a 24 de novembro que o município de Lisboa vai investir 26 milhões de euros em equipamentos desportivos até 2021, já a pensar na vitória desta candidatura.

"Temos todo um investimento preparado até 2021, que estimamos em 26 milhões de euros", disse o vereador, especificando que o investimento se destina a "equipamentos, seja na beneficiação ou requalificação".

Para Duarte Cordeiro, Lisboa "é uma referência a nível europeu para acolher grandes eventos internacionais", uma vez que a cidade recebeu entre 2012 e 2016 "309 grandes eventos desportivos".

Nos anos 2014 e 2015, isto representou um impacte "direto de 20 milhões de euros e um impacte indireto de 100 milhões de euros", segundo um estudo universitário encomendado pelo município, que o vice-presidente citou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.