“Queríamos fazer algo grande com a Croácia, e agora essas emoções estão a cair sobre nós. Não foi fácil superar isso e concentrarmo-nos naquilo que nos espera esta nova temporada”, revelou o médio que atua nos espanhóis do Real Madrid, em declarações após a sua vitória no prémio ‘The Best’, entregue pela FIFA, em que o português Cristiano Ronaldo terminou na segunda posição.

O médio, de 33 anos, falou ainda das sensações vividas após a final do Mundial2018, em que a seleção croata saiu derrotada pela França (4-2), e das dificuldades vividas para regressar ao ritmo ideal no Real Madrid.

“Quando chegámos à Croácia e vimos aquela multidão toda, ficámos bastante surpresos. Foi muito comovente partilhar toda a alegria com os nossos compatriotas e estamos muito orgulhosos”, afirmou Modric, que foi nomeado pela FIFA como melhor jogador da competição mundial de seleções.

O internacional croata em 115 ocasiões confessou também que “a primeira semana de férias foi passada a celebrar” e que “foi difícil recomeçar depois de todos esses momentos emocionais”, mas que se sente “cada vez melhor e a precisar de mais jogos para encontrar novamente o melhor nível”.

Este ano, Modric já foi galardoado com os prémios de melhor jogador da UEFA, da FIFA e do Mundial2018. A Bola de Ouro será entregue pela revista France Football em 03 de dezembro, tendo o croata como o principal candidato, juntamente com Cristiano Ronaldo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.