“O médico reviu a ressonância hoje de manhã e estará [De Bruyne] ausente entre quatro e seis semanas”, revelou Guardiola, dois dias depois de o médio belga ser substituído com queixas físicas no jogo em que o City venceu em casa o Aston Villa, por 2-0.

Pep Guardiola lamentou a lesão do belga num momento tão importante da época, sem esconder o valor que o médio tem na equipa, mas assinalando que é preciso encontrar soluções e adaptar-se à situação.

“É um duro golpe, mas temos de olhar em frente. Não vou agir como se ninguém soubesse a importância que ele [De Bruyne] tem para nós”, referiu em relação ao belga, que esta época tem três golos marcados e 15 assistências.

O Manchester City soma 16 jogos consecutivos, entre todas as competições, sem perder, com 13 vitórias, das quais nove nos últimos jogos, e três empates, e na Liga inglesa está a dois pontos do Manchester United, mas com menos um jogo disputado.

No sábado, a equipa defronta na Taça de Inglaterra o modesto Cheltenham, mas em fevereiro encontrará Liverpool, Tottenham e Arsenal, jogos que De Bruyne deverá falhar, já depois de West Bromwich, Burnley e Sheffield United.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.