"Vou operá-lo, com a minha equipa, na Clínica Olivos", disse Leopoldo Luque, que também é neurocirurgião, em declarações à imprensa à porta do sanatório Ipensa, em Buenos Aires.

Segundo ele, o atual treinador do Gimnasia y Esgrima La Plata, de 60 anos, "está lúcido" e "de acordo com a intervenção".

Antes de se conhecer esta decisão, o mesmo médico dissera, de manhã, que Maradona queria sair já do hospital.

"O meu objetivo é que fique até amanhã [quarta-feira], mas ele tem autonomia e há que respeitá-lo. Está totalmente consciente e quer sair", dissera então.

Na segunda-feira, Maradona foi hospitalizado depois de ter passado "uma semana meio complicada emocionalmente", com "muita pressão", o que gerou uma "quebra anímica" que lhe "afetou a alimentação", disse Luque, aquando do internamento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.