Marcelo Rebelo de Sousa assistiu ao jogo sentado no chão juntamente com dezenas de crianças do Bairro do Zambujal, do Bairro da Boavista e da Cova da Moura que frequentam esta associação, onde realizam atividades desportivas, culturais e têm apoio escolar.

O chefe de Estado disse aos jornalistas que quis ir à Academia do Johnson como forma de “agradecimento e homenagem” ao seu fundador, João Semedo, que morreu na semana passada, e prometeu regressar mais vezes: “Vamos todos continuar a obra, porque merece ser continuada, é espetacular ver o ambiente que se vive aqui”.

A Presidência da República levou para as instalações da associação um ecrã gigante, bandeiras e cachecóis da seleção oferecidos pela Federação Portuguesa de Futebol e pasteis de Belém.

Marcelo Rebelo de Sousa falou à comunicação social antes, a meio e no fim do jogo. Após o apito final, elogiou a prestação da equipa portuguesa, “com grande nível individual, mas com espírito coletivo”, e congratulou-se com a goleada.

“É uma das melhores noites, que eu me lembro, do futebol português de há muito tempo”, exclamou, abraçado a algumas crianças.

Segundo o Presidente da República, a seleção de Portugal, “jogando assim todos os jogos, pode ganhar a copa”.

A seleção portuguesa de futebol venceu hoje a Suíça com golos de Gonçalo Ramos, que fez um ‘hat-trick’, de Pepe, Raphael Guerreiro e Rafael Leão. Nos quartos de final do Mundial do Qatar irá defrontar a seleção de Marrocos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.