“Esta decisão tornou-se inevitável, devido à recente repetição de ações e atitudes que prejudicam gravemente a instituição e os seus funcionários, que a defendem diariamente. Os comentários feitos hoje, em particular sobre Pablo Longoria, diretor do futebol, são inaceitáveis. Eventuais sanções serão aplicadas na sequência de um procedimento disciplinar”, lê-se num comunicado do Marselha.

Horas antes, em conferência de imprensa, Villas-Boas revelou que tinha apresentado a demissão do cargo de treinador do Marselha, por discordar da política desportiva da direção do clube da liga francesa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.