A manifestação, agendada para as 20:00 horas, começou de forma tímida, mas, aos poucos, foram aparecendo apoiantes em frente ao Edifício Visconde de Valmor, sede da SAD do Sporting. Alguns envergando cartazes onde se lia “Todos pelo Sporting”, “Eleições já” e “Bruno rua!”.

Para um dos organizadores, Bernardo Froes, esta concentração de sócios foi convocada porque chegou a altura de dizer basta, depois de “uma espiral descendente nas últimas semanas”.

“Estamos aqui a exigir que os órgãos sociais se demitam todos. Estamos a pedir eleições imediatas. Queremos que o Concelho Diretivo se demita, queremos que Concelho Fiscal se demita, queremos que a Mesa da Assembleia Geral se demita. Não é o presidente. É toda a gente. Temos de fazer ‘reset’ a isto tudo, voltar ao zero, fazer eleições e dar voz a quem quer ajudar o Sporting”, afirmou.

Esta manifestação contou também com a presença de Pedro Madeira Rodrigues, candidato derrotado por Bruno de Carvalho nas últimas eleições do Sporting, que preferiu não prestar declarações à imprensa.

Apesar de oficialmente a organização salientar que esta manifestação não era contra ninguém, visando apenas eleições antecipadas, o certo é que se fizeram ouvir várias palavras de ordem contra Bruno de Carvalho, exigindo que este se afaste de vez da presidência do Sporting, acenando, inclusive, lenços brancos, num claro sinal de despedida.

À mesma hoje estaria também prevista uma outra manifestação de apoio a Bruno de Carvalho, no mesmo local, mas poucos compareceram e quase não se fizeram ouvir.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.