Os confrontos nas bancadas começaram aos 63 minutos de uma partida entre o Querétaro e o Atlas de Guadalajara, no sábado à noite, numa altura em que a equipa da casa vencia por 1-0, disseram os serviços da proteção civil mexicanos.

Os seguranças permitiram que o público se refugiasse no relvado, levando a que os jogadores voltassem aos balneários e obrigando à interrupção da partida.

Os confrontos continuaram no relvado, deixando duas pessoas gravemente feridas.

“Anuncio a suspensão dos restantes jogos da nona jornada em solidariedade com os afetados", disse o presidente da Liga Mexicana de Futebol, Mikel Arriola, num vídeo divulgado nas redes sociais.

"A Liga condena os acontecimentos no estádio La Corregidora; é uma situação de grave violência que nos obriga a agir energicamente”, disse Arriola, que garantiu que “os responsáveis pela falta de medidas de segurança no estádio serão punidos de forma exemplar".

O clube Atlas exigiu, em comunicado, uma investigação para determinar os responsáveis pela pelos confrontos. O clube de Querétaro também condenou os atos de violência.

O México vai organizar o Mundial de Futebol de 2026, em conjunto com os Estados Unidos e o Canadá.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.