Hoje, na sua volta mais rápida na sessão de qualificação no circuito de Assen, Miguel Oliveira rodou em 1.38,615 minutos, mais 147 milésimos de segundo que o italiano Franco Morbidelli (Kalex), o líder do campeonato, que conseguiu a ‘pole’ com o tempo de 1.38,468.

O piloto português, que já venceu duas provas no circuito de Assen, em 2008 e 2015 quando competia na categoria de Moto3, admite lutar por um lugar no pódio.

“Amanhã [domingo] teremos que fazer uma boa partida forte e tentar manter-me com os primeiros. Depois de passarmos a primeira metade da corrida veremos onde estou, mas se estiver na frente prefiro arriscar para conseguir um pódio ou uma vitória ao invés de ficar em quarto ou quinto”, disse o piloto em declarações à sua assessoria de imprensa.

Depois de uma manhã chuvosa, que marcou a terceira sessão de treinos livres, Miguel Oliveira admitiu que a melhoria das condições climatéricas foi benéfica para a sua prestação.

“De manhã com a pista molhada foi muito desconfortável pois praticamente não tinha ‘feeling’ com a moto, em especial com a traseira da moto. Desejava uma qualificação seca e foi isso que aconteceu, com tudo a correr como esperado ao conseguir estar na segunda linha da grelha de partida”, referiu.

Ao lado de Morbidelli, completam a primeira linha da grelha de partida o japonês Takaaki Nakagami e o suíço Thomas Luthi, ambos em Kalex.

O piloto português ocupa o quarto lugar no Campeonato do Mundo da classe intermédia, a 40 pontos de Morbidelli, que detém apenas sete de vantagem sobre o suíço Thomas Luthi (Kalex).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.