Numa mensagem transmitida à agência Lusa, Marcelo Rebelo de Sousa deu os parabéns a Miguel Oliveira “pela sua extraordinária vitória de hoje, em Portimão, em Portugal”, felicitando também todos os portugueses “por este momento de alegria no meio de tantos meses de sacrifício e de sofrimento”.

“O desporto português, desta vez no motociclismo, demonstra ser do melhor do mundo. O Presidente da República agradece ao nosso campeão nesta prova tão simbólica o contributo que deu e dá para o reforço da vontade de triunfar em tantos outros domínios da vida nacional”, acrescentou o chefe de Estado.

O primeiro-ministro, António Costa, deu hoje os parabéns ao piloto português Miguel Oliveira pela sua vitória no Grande Prémio de Portugal de MotoGP, em Portimão, considerando que representou "um orgulho" para o desporto português.

"Parabéns ao Miguel Oliveira, que venceu hoje o Grande Prémio de Portugal. Uma grande prova e um orgulho para o desporto português no regresso do MotoGP ao nosso país", escreveu o primeiro-ministro na sua conta pessoal na rede social Twitter.

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, felicitou também o piloto, considerando que ficou demonstrada a "qualidade mundial" dos atletas portugueses.

"O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, em seu nome e em nome da Assembleia da República, felicita Miguel Oliveira pela vitória do Grande Prémio de Portugal em MotoGP, que hoje teve lugar no Autódromo Internacional do Algarve, Portimão", refere, numa nota enviada à Lusa.

Para Ferro Rodrigues, "o desporto português, agora na modalidade do motociclismo, está uma vez mais de parabéns, demonstrando a qualidade mundial dos seus atletas".

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) venceu hoje o Grande Prémio de Portugal de MotoGP, 14.ª e última prova do campeonato, disputada no Autódromo Internacional do Algarve.

O piloto português, que somou a sua segunda vitória na temporada, gastou 41.48,163 minutos para cumprir as 25 voltas ao circuito algarvio, deixando o australiano Jack Miller (Ducati) na segunda posição, a 3,193 segundos, e o italiano Franco Morbidelli (Yamaha) em terceiro, a 3,298 segundos.

Com estes resultados, Miguel Oliveira subiu à nona posição de um campeonato ganho pelo espanhol Joan Mir (Suzuki), que hoje desistiu com problemas mecânicos na sua mota, sagrando-se campeão com apenas uma vitória esta época, enquanto a Ducati venceu o campeonato de construtores.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.