O capitão Cristiano Ronaldo marcou os três tentos da formação das ‘Quinas’, aos quatro minutos, de grande penalidade, e aos 44, com a ajuda de um ‘frango’ de De Gea, e aos 88 minutos.

Pela formação La Roja, Diego Costa apontou o golo dos espanhóis, aos 24 e aos 55 minutos. Nacho marcou aos 58 minutos, colocando Espanha temporariamente em vantagem no marcador.

O campeão europeu em título Portugal empatou com Espanha por 3-3, com Ronaldo a retomar a igualdade no marcador aos 88 minutos, muito perto do fim, com um remate no canto superior esquerdo.

Portugal e Espanha repartem o segundo lugar do agrupamento, com um ponto, a dois do líder Irão, de Carlos Queiroz, que bateu Marrocos por 1-0.

Com o primeiro golo na partida, ao apontar um tento à Espanha, logo aos quatro minutos, de penálti, Cristiano Ronaldo tornou-se o quarto jogador a marcar em quatro Mundiais.

O capitão luso, que conseguiu marcar mais golos num jogo do Mundial2018 (3) do que nas edições de 2006, 2010 e 2014, em que só faturou uma vez, igualou o brasileiro Pelé (1958 a 1970) e os alemães Uwe Seeler (1958 a 1970) e Miroslav Klose (2002 a 2014).

CR7, que acabou o encontro com um hat-trick, isolou-se no segundo lugar do ‘ranking’ dos marcadores lusos, ultrapassando Pauleta.

Pauleta apontou três golos em 2002, ao conseguir um ‘hat-trick’ à Polónia, que Portugal goleou por 4-0, e um em 2006, no jogo inaugural, frente a Angola, num embate que a formação das ‘quinas’ ganhou por 1-0.

O capitão luso, que hoje também deixou para trás José Augusto, José Torres, dois jogadores que acabaram a edição de 1966 com três golos, tem agora na sua frente apenas o ‘rei’ Eusébio da Silva Ferreira, autor de nove.

Eusébio apenas esteve numa fase final, mas aproveitou-a da melhor maneira, ao acabá-la como melhor marcador: marcou um à Bulgária, dois ao Brasil, quatro à Coreia do Norte, um à Inglaterra e outro à União Soviética.

Portugal estreou-se na fase final do Mundial2018 de futebol, que arrancou esta quinta-feira na Rússia, com um embate frente à Espanha, em Sochi, em jogo do Grupo B.

Portugal apresentou-se a jogo com o seguinte onze inicial: Rui Patrício, Cédric, Pepe, Fonte, Raphael Guerreiro, Wiliam, Moutinho; Bernardo Silva, Bruno Fernandes, Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo vão alinhar pela seleção das quinas. Bruno Fernandes foi substituído na segunda parte por João Mário. Bernardo Silva, por sua vez, cedeu lugar a Quaresma aos 69 minutos de jogo. Na terceira substituição, Gonçalo Guedes deu lugar a André Silva.

No primeiro encontro do agrupamento, disputado também hoje, em São Petersburgo, o Irão, comandado pelo treinador português Carlos Queiroz, venceu Marrocos por 1-0, graças a um golo na própria baliza na parte final dos descontos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.