Com dois golos do Flamengo a ditar uma reviravolta nos minutos finais, mais de 40 mil adeptos foram ao delírio nas arquibancadas do estádio mais emblemático do Rio de Janeiro.

No final da partida, a comemoração transformou o local num grande baile de música 'funk' no qual os 'flamenguistas' dançaram e cantaram o bicampeonato da Taça Libertadores, o torneiro mais importante da América do Sul.

Ricardo Rodrigues contou emocionado à Lusa que via pela segunda vez o Flamengo sagrar-se campeão daquele campeonato. "Eu estava aqui no primeiro jogo do Flamengo contra o Cobreloa, em 1981. Eu já fui campeão da Libertadores. Eles [flamenguistas] que estão aqui merecem isto e muito mais. Eles amam isto aqui e vivem isto aqui", disse o adepto do Flamengo.

"Jogamos como os argentinos, não desistimos nunca e não podemos desistir, só quando o juiz apitar [o final da partida]. Por isto, estamos aqui nesta festa", acrescentou.

Já Francisca da Silva contou que veio da cidade de Boa Vista, no estado brasileiro de Roraima, para ver o jogo no Maracanã. "Estou feliz, estou alegre. Realizei um grande sonho de vir ao Maracanã assistir a final do meu Flamengo. Estou há 38 anos esperando esta conquista (...) Estou muito feliz pelo Jorge Jesus que veio salvar o Flamengo", declarou a adepta.

Kevelin da Costa Martins, que se autodeclarou fanática pelo Flamengo, relatou uma extrema emoção graças à conquista da equipa brasileira. "É uma sensação inexplicável, não estou sabendo conter. Eu já chorei muito de emoção. Estou nervosa. Estou tremendo. É um sonho sendo realizado. Eu pensei, meu Deus, não consegui viajar, mas estou aqui no Maracanã e minha equipa foi campeã", declarou Kevelin.

Outro adepto que mal conseguia falar era Eduardo Gabriel Santos que disse não ter vivido uma emoção maior.

"Não tem como explicar esta emoção. Estou todo arrepiado e já chorei várias vezes", concluiu.

40 mil adeptos foram ao estádio

A chuva no Rio de Janeiro pouco depois da final da Taça Libertadores não impediu que os adeptos do Flamengo comemorassem na noite deste sábado o segundo título na competição.

Mais de 40.000 pessoas foram ao estádio, e muitos deles choraram de emoção, a vários milhares de quilómetros de Lima, no Peru, onde a final contra os argentinos do River Plate foi disputada pela primeira vez num jogo único e em campo neutro.

"Eu tenho 32 anos, então esperei a vida inteira por esse titulo. É a primeira vez que estou vendo o Flamengo ser campeão da Libertadores. Estou muito feliz", disse à AFP Suyana Borges, advogada que se juntou à festa no Maracanã.

A "torcida" rubro-negra esperava por este título há 38 anos, quando a geração dourada comandada por Zico levantou a taça em 1981. A emoção dos adeptos foi ainda maior pela maneira sofrida como a vitória foi conseguida, com dois golos nos últimos minutos garantindo a reviravolta de 2 a 1.  Dois golos do ex-benfiquista Gabriel Barbosa, aos 89 e 90+2 minutos, deram o troféu aos brasileiros, depois de o colombiano Santos Borré dar vantagem ao River.

"Foi sofrido, mas foi legal. É assim que a gente gosta. Aqui a gente é Flamengo até morrer", gritou Rodrigo da Silva, outro adepto presente no Maracanã.

A cidade foi tomada pelo barulho de foguetes e buzinas logo após o apito final. A mesma cena foi vista em várias cidades do Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro, apesar de ser adepto do Palmeiras, deu os parabéns aos vencedores no Twitter.

"Parabéns Flamengo, campeão da Copa Libertadores da América 2019! Partida emocionante e histórica. Isso é futebol! O Mengão é o Brasil no Mundial de Clubes. Estaremos na torcida!", afirmou.

E os adeptos ainda poderão comemorar um outro título em 24 horas: líder do campeonato brasileiro, o Flamengo será campeão neste domingo, sem jogar, se o Palmeiras, segundo classificado, não vencer o Grêmio em casa.

"Quero convocar todos os flamenguistas. Todos. Vamos invadir o Rio, espero vocês nas ruas"

O Flamengo regressa ao Brasil neste domingo e, segundo informações da Polícia Militar, sairá do aeroporto num autocarro até a região da Igreja da Candelária, no centro do Rio de Janeiro, onde fará um desfile em um carro aberto para comemorar com os adeptos da equipa.

Gabriel Barbosa, mais conhecido como 'Gabigol', e autor dos dois golos que deram a Taça Libertadores Flamengo, convocou toda a "torcida" rubro-negra no Rio de Janeiro para comemorar o título neste domingo .

"Só quero agradecer muito a Deus e convocar amanhã todo o mundo no Rio de Janeiro, porque acabou o Rio, o Rio é nosso!", disse em entrevista à Rede Globo após o jogo em Lima.

"Quero convocar todos os flamenguistas. Todos. Vamos invadir o Rio, espero vocês nas ruas. Comemorem muito", declarou Gabigol.

(*) Com AFP

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.