Nélson Veríssimo, antigo treinador adjunto de Bruno Lage na equipa principal do SL Benfica, orientou o treino dos encarnados no Seixal esta terça-feira, após a saída do técnico principal do comando técnico dos encarnados, na sequência da derrota frente ao Marítimo (2-0), no estádio dos Barreiros. O desaire agravou a série de maus resultados do atual campeão nacional — nos últimos 13 jogos, o Benfica venceu apenas dois.

Fonte do clube da Luz garantiu ao SAPO24 que, no entanto, a única certeza que há neste momento em relação ao comando da equipa é que Veríssimo também irá orientar o treino de quarta-feira, não estando garantido que este vá estar no banco no jogo frente ao Boavista, marcado para o próximo sábado.

Com 43 anos e natural de Vila Franca de Xira, Nélson Veríssimo fez todo o seu percurso como treinador nos encarnados. Entrou no clube em 2012/13 para ocupar a posição de treinador adjunto da equipa B. Foi nessa formação secundária do Benfica que se viria a encontrar com Bruno Lage em 2018/19, temporada em que acompanhou o agora ex-treinador das águias na equipa B e na equipa principal, tendo assumido ainda em três jogos os destinos da equipa B, como técnico principal, em janeiro, na altura da transição de Lage. Nesses três jogos, o Benfica B perdeu dois e empatou um. Perdeu frente ao Sporting de Braga B, em casa (2-3), com o Vitória de Guimarães B, fora (2-1), e empatou com o FC Porto B (2-2).

Veríssimo fez assim parte da equipa técnica que 'reconquistou' o título de campeão nacional aos dragões na época 2018/19 e que, já na presente época, venceu a Supertaça Cândido de Oliveira. Caso seja a solução interina escolhida pela direção do Benfica, terá a oportunidade de disputar a final da Taça de Portugal e de conseguir, na sua primeira experiência como técnico principal de uma equipa A, um título — assim como de tentar uma recuperação épica face à desvantagem de seis pontos para o primeiro classificado, com apenas cinco jornadas por disputar até ao final do campeonato.

Erguer uma Taça de Portugal não seria de todo estranho para Nélson Veríssimo que, enquanto jogador, venceu a prova rainha em duas ocasiões. Uma de águia ao peito, em 1995/96, frente ao Sporting CP (3-1), numa altura em que os encarnados eram orientados por Mário Wilson, que terminou a época iniciada por Artur Jorge; a outra, quando o antigo central vestia as cores do Vitória de Setúbal. Nessa altura, Veríssimo fazia parte da formação que impediu que a equipa de Giovanni Trapattoni alcançasse a dobradinha em 2004/05.

Segundo tem vindo a ser avançado pela imprensa desportiva nacional, o antigo adjunto de Bruno Lage não é o único a ser equacionado pela direção encarnada como solução interina e temporária até ao final da época. Renato Paiva, treinador de 50 anos atualmente à frente da formação B dos encarnados, está no lote reduzido de possibilidades. À semelhança de Veríssimo, Paiva fez todo o seu percurso como técnico no emblema da Luz, tendo-o iniciado muito mais cedo, em 2005/06, passando por vários escalões da formação do SL Benfica.

Seja qual for a opção da direção encarnada, o que é certo é que nada está definido. O SL Benfica parece querer apostar num treinador de créditos firmados - fala-se em Mauricio Pochettino, Marco Silva ou Jorge Jesus -, mas, ao que tudo indica, a chegada do futuro técnico das águias não deverá acontecer neste final de temporada, que promete ser tudo menos tranquilo com a equipa envolvida numa grande contestação após a série de maus resultados que afastaram Bruno Lage do comando técnico dos encarnados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.