Uma nova era no Real Madrid

Zinédine Zidane e Cristiano Ronaldo disseram adeus ao clube espanhol depois de juntos terem vencido três Ligas dos Campeões consecutivas. Surpresa para uns, mudança de ciclo necessária para outros. O primeiro foi inclusivamente contestado ao longo do campeonato, mas as críticas atenuaram com a conquista do troféu europeu. Já no caso do português, o seu descontentamento em relação à forma com sentia que era tratado dentro dos 'blancos' era mais do que documentada. Todavia, jamais se pode excluir o fator surpresa com a confirmação da saída de ambos.

O Real Madrid encara agora uma renovação depois de um passado recente que deixou a fasquia muito alta. Julen Lopetegui assumiu o comando da equipa, que procura uma estrela para substituir Ronaldo depois de quase uma década de liderança do português que, sucessivamente, foi quebrando recordes.

Muito se falou de Neymar para preencher o vazio, mas o brasileiro pôs fim aos rumores ao afirmar que vai jogar no PSG na próxima temporada. No sentido oposto, o belga Eden Hazard mostrou disponibilidade para deixar o Chelsea após ter sido peça fundamental no bronze da Bélgica no Mundial.

"É tempo de descobrir algo diferente e vocês sabem qual é o meu destino favorito", disse sorridente o talentoso extremo.

Até o momento, o Real Madrid começou a preparar a época com duas caras novas: o espanhol Álvaro Odriozola e o brasileiro Vinicius Junior, de 18 anos, ex-Flamengo. Os sócios merengues esperam agora um "galático" que os empolgue.

Mercado 'express' na Inglaterra

Pela primeira vez, a janela de transferência vai fechar antes da primeira jornada da Premier League, no dia 11 de agosto. Isso obriga as equipas a trabalharem rapidamente, especialmente depois do Campeonato do Mundo, que congelou as operações até meados de julho.

O Liverpool, vice-campeão europeu, já anunciou a contratação dos brasileiros Fabinho e Alisson, o guineano Naby Keita e o suíço Xherdan Shaqiri por uma verba total que ultrapassa os 180 milhões de euros.

O atual campeão inglês, o Manchester City contratou o argelino Ryad Mahrez (Leicester), enquanto o vizinho United anunciou o brasileiro Fred, antigo centro campista do Shakhtar Donetsk.

Ao mesmo tempo que tenta convencer Hazard a ficar, o Chelsea contratou o técnico italiano Maurizio Sarri para dar um novo estilo de jogo aos blues após a saída de Antonio Conte. O brasileiro naturalizado italiano Jorginho seguiu os passos do seu treinador no Nápoles e foi anunciado reforço do Chelsea.

Além de Hazard, quem também parece de saída do clube londrino é o guarda-redes belga Thibaut Courtois, também na mira do Real Madrid.

PSG e o fair-play financeiro

Os campeões franceses escaparam à primeira, à instância de controlo dos clubes da UEFA no fair-play financeiro. Mas houve uma segunda vez, quando o PSG recebeu uma desagradável surpresa ao ver o seu dossier ser reaberto, e essa pode estragar as contas ao ambicioso projeto do clube parisiense.

Questiona-se o equilíbrio económico do clube após os gastos da última temporada, quando contratou Neymar (222 milhões de euros) e Kylian Mbappé (180 milhões de euros).

O PSG tem agora de vender jogadores para equilibrar a balança financeira, mesmo após as saídas de Lucas Moura (Tottenham), em janeiro, e Javier Pastore (Roma), Odsonne Edouard (Celtic Glasgow), Yuri Berchiche (Athletic Bilbao), Jonathan Ikoné (Lille) e Grzegorz Krychowiak (Lokomotiv Moscovo) nas últimas semanas.

créditos: IAN LANGSDON/EPA

Por outro lado, o clube conseguiu contratar o icónico guarda-redes italiano Gianluigi Buffon, de 40 anos, após 17 temporadas como símbolo da Juventus. Para ter um elenco equilibrado, o novo técnico alemão Thomas Tuchel procura ainda uma peça para o meio-campo um meia, um lateral esquerdo e um lateral direito.

Campeões do mundo nos holofotes

Alguns dos heróis do título da francês no Mundial da Rússia tornaram-se peças cobiçadas.

Se é certo que as estrelas Antoine Griezmann (Atlético Madrid) e Kylian Mbappé (PSG) não deixarão os seus respetivos clubes, o mesmo não se pode dizer de Kanté, Fekir, Giroud, Sidibé e Areola. A grande revelação, o lateral direito Benjamin Pavard (Stuttgart), assinou pelo Bayern de Munique e irá defender as cores do gigante alemão em 2019.

Malcom, destino Barcelona

Depois do Bordéus anunciar na segunda-feira um princípio de acordo para negociar o brasileiro Malcom para a Roma, o Barcelona deu um chapéu na transferência e levou a jóia de 21 anos para Camp Nou.

créditos: Quique Garcia/EPA

A contratação foi confirmada esta terça-feira, após o clube catalão não ter falhado em negociar com o Chelsea pela compra de outro brasileiro, Willian.

Os 'blaugrana' pagaram 41 milhões de euros ao Bordéus e Malcom vai assim procurar conquistar o seu espaço entre estrelas consagradas como Lionel Messi, Luis Suárez e Philippe Coutinho, para além de outros jovens talentos como o francês Ousman Dembélé.


Artigo atualizado às 18h25

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.