Neste segundo dia do Open da Austrália, jogavam as segundas metades dos quadros masculino e feminino, onde se incluía mais um grupo de estrelas, nomeadamente, Rafael Nadal, Novak Djokovic, Serena Williams e Caroline Wozniacki.

Quadro Masculino

O grande destaque desta jornada foi o jogo entre o croata Ivo Karlovic e o argentino Horacio Zeballos. Karlovic, de 37 anos, acabou por vencer este jogo em 5 sets pelos parciais de 6-7(6) 3-6 7-5 6-2 22-20. O último set titânico entre os dois jogadores levou a que fosse batido o recorde de jogos de serviço jogados num encontro no Open da Austrália. O recorde pertencia previamente a um encontro de 2003, onde Andy Roddick estava envolvido, e era de 83 jogos. Este jogo passa agora a deter o recorde de 84.

Relativamente a Nadal e Djokovic, confirmaram o seu favoritismo e avançaram para a segunda ronda do torneio. O espanhol venceu o alemão Florian Mayer em menos de duas horas pelos parciais de 6-3 6-4 6-4. Nadal mostrou-se muito na sua direita e muito consistente no serviço, não enfrentando um único ponto-de-break. Djokovic teve como adversário o também espanhol Fernando Verdasco, que já tinha vencido esta temporada no torneio de Doha (Qatar) mas apenas em três sets. Desta vez, o sérvio teve menos complicações e acabou por passar à próxima ronda ao vencer por 6-1 7-6(4) 6-2.

Destacam-se também as vitórias de Raonic, Goffin, Thiem, Monfils e Dimitrov que assim também passaram à segunda ronda.

A grande desilusão do dia foi a derrota do português João Sousa que, após se colocar a ganhar por dois sets a zero, não resistiu ao calor australiano e perdeu para um jogador da casa, Jordan Thompson, pelos parciais de 6-7 4-6 6-3 6-2 6-1.

Quadro Feminino

Nesta jornada do quadro feminino, não houve grandes surpresas e as favoritas avançaram para a próxima ronda.

Serena Williams, que regressou à competição após uma paragem de vários meses devido a uma lesão no ombro, venceu sem grandes problemas o seu encontro frente à suíça Belinda Bencic por 6-4 6-3. A dinamarquesa Caroline Wozniacki também venceu seu embate frente à australiana Rodionova com bastante facilidade por 6-1 e 6-2. Dominika Cibulkova, vencedora dos WTA Finals, também confirmou o seu favoritismo e venceu por 7-5 6-2 frente à checa Allertova. Quem também passou à próxima ronda foi a polaca Agnieszka Radwańska que, com alguma dificuldade, ultrapassou a búlgara Pironkova em três sets por 6-1 4-6 6-1.

A maior desilusão do dia acabou por ser a australiana Sam Stosur que mais uma vez não resistiu à pressão de jogar em casa e foi eliminada pela britânica Heather Watson por 6-3 3-6 6-0.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.