O regresso competitivo em tempos de covid-19 tem proporcionado resultados atípicos, com os portistas a averbar uma derrota em Famalicão (2-1), um empate (0-0) na Vila das Aves, falhando um penálti, e somente um triunfo, por 1-0, contra o Marítimo.

Os benfiquistas empataram os dois desafios, 0-0 em casa com o Tondela e 2-2 em casa do Portimonense, após vantagem de dois golos, pelo que o triunfo em Vila do Conde lhes permite igualar os 64 pontos do rival.

É com esse moral extra que a equipa de Bruno Lage vai tentar evitar ficar na história dos 'encarnados' pelos piores motivos, pois, se não vencer, ficará com a pior série de resultados numa temporada, com somente uma vitória em 11 desafios, em todas as competições.

Em apenas uma época, o Benfica, que se apresenta sem os defesas Grimaldo, André Almeida e Jardel, teve uma sequência de jogos tão negativa e que, de momento, igualou 2007/08 de José Antonio Camacho e Fernando Chalana.

O Rio Ave é sexto classificado com 41 pontos, a dois do Famalicão e a cinco do Sporting, respetivamente quinto e quarto classificados.

Antes desse encontro, o Paços de Ferreira recebe o Belenenses tentando ganhar folga no fundo da tabela, pois é antepenúltimo com 25 pontos, mais quatro do que o Portimonense, a primeira equipa situada abaixo da linha de despromoção e que na terça-feira empatou 1-1 na Cidade do Futebol, casa 'emprestada' ao Santa Clara.

Na quinta-feira, o Sporting recebe o Tondela (14.º) e o Sporting de Braga (terceiro) visita na sexta-feira o Famalicão (quinto), única equipa só com vitórias depois da suspensão devido à pandemia de covid-19.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.